15 de jun de 2011

Supervalorização do carro agrava relação entre motoristas e ciclistas

Magaléa Mazziotti (oestadopr.pron.com.br)

Ciclista invisível
A invisibilidade dos ciclistas em todo o Brasil veio à tona com a morte do executivo da Lorenzetti, Antônio Bertolucci, atropelado por um ônibus na manhã de segunda-feira (13/06/11), em São Paulo. Esse tipo de tragédia é velha conhecida dos ciclistas brasileiros. Na capital paranaense a situação se repete, a ponto de se pleitear leis para garantir o respeito e o espaço para esse meio de transporte. Para o Grupo de Pesquisa em Trânsito e Transporte Sustentável da Universidade Federal do Paraná (UFPR), que em agosto iniciará uma pesquisa sobre a percepção do carro pelo brasileiro, a origem dessa hostilidade entre motoristas, ciclistas e motociclistas está na supervalorização dada à aquisição do carro na sociedade brasileira.

Leia mais aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário