17 de jul de 2012

Especialistas alertam para grave crise de mobilidade urbana


"Em depoimentos na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa, do Senado, vários especialistas em mobilidade urbana comentam sobre a crise de mobilidade pela qual o País vem passando, e destacam as oportunidades para o transporte público no país.

Ver link abaixo para a matéria do Senado
Segundo Otávio Vieira, presidente da Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos, em 1977, 70% dos brasileiros usavam transporte público. Em 2009, 50% usava transporte individual.

Ernesto Galindo, do Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada, apontou que o transporte individual não consegue ser eficiente no uso do espaço público, no uso energético e na redução de acidentes, como o transporte público consegue.

O coordenador do MDT, Nazareno Affonso, destacou a Lei da Mobilidade Urbana (Lei 12.587/2012), em vigor desde abril, a qual institui as diretrizes da Política Nacional de Mobilidade Urbana e prevê prioridade dos modos de transportes não motorizados sobre os motorizados e dos serviços de transporte público coletivo sobre o transporte individual motorizado. Essa lei determina a integração entre os modos e serviços de transporte urbano e a mitigação dos custos ambientais, sociais e econômicos dos deslocamentos de pessoas e cargas na cidade. Com a nova política, as prefeituras deverão definir regras do transporte urbano local e o governo federal poderá aportar recursos para iniciativas que atendam as diretrizes da Lei de Mobilidade.

Convidamos todos para participar da discussão e contribuir, acessando os textos e vídeos em:

http://prociclovias.blogspot.com.br/"

Artigo do ProCiclovias veiculado no Jornal da Manhã, dia 06/05/2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário