5 de mar de 2013

Ciclista morre atropelado na Rodovia do Talco

Reprodução do artigo do Diário dos Campos

Publicado em: 05/03/2013 - 00:00 | Atualizado em: 04/03/2013 - 18:34
Patrícia Biazetto
Ciclistas de Ponta Grossa se reúnem hoje, após às 19 horas, no Parque Ambiental, para protestar a morte de Joélcio Querino, 42 anos, ocorrido no último domingo, na PR-513, após ser atingindo por um automóvel Prêmio. Os manifestantes planejam ainda uma pedalada até o local do acidente, onde será fixado um símbolo em homenagem ao colega. Já ao governo municipal será reivindicado mais fiscalização nas rodovias.
O integrante do Movimento ProCicloviasPG, Cloter Migliorini Filho, diz que vão cobrar do governo municipal mais fiscalização nas rodovias. “Estas ações são de extrema importância, pois aquela via é utilizada por um número crescente de ciclistas e outras pessoas que procuram aquela parte da cidade por suas belezas naturais, cita. Segundo ele, várias infrações são cometidas na Rodovia do Talco. “Pessoas que retornam de locais como o Capão da Onça são muitas vezes flagradas dirigindo enquanto seguram latas de cerveja. Há ainda vários veículos que são flagrados parados ao lado da rodovia, com porta-malas aberto e seus ocupantes bebendo cerveja ao lado da estrada. Também é presenciado excesso de velocidade de veículos que trafegam ali”, exemplifica.
O acidente que resultou na morte de Xavier ocorreu por volta das 16h40 do último domingo, na Rodovia do Talco, em direção ao Passo do Pupo/Itaiacoca. O automóvel envolvido no acidente, conforme relatório dos bombeiros, foi um Prêmio, placas ADV 0968, de Ponta Grossa, conduzido por Rafael José dos Santos. O veículo, após a colisão, saiu da pista e ficou atravessado num canteiro, bastante avariado. O motorista do carro não sofreu ferimentos. O corpo da vítima foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML).
Principalmente nos finais de semana é intenso o fluxo de bicicletas na rodovia, que dá acesso a diversos pontos turísticos da cidade, a exemplo do Capão da Onça, Buraco do Padre, São Jorge, Mariquinha, entre outros. O problema se acentua ainda mais, já que a rodovia não tem acostamento. Com isso, veículos e bicicletas dividem o mesmo espaço.
O acidente que resultou na morte de Joélcio Querino Xavier, 42 anos
 aconteceu no último domingo, na rodovia do Talco.
Foto: 
Fábio Matavelli

Nenhum comentário:

Postar um comentário